Melhores Estradas do Brasil – Parte II

magnetron
magnetron
18 set 2013

Nosso especial “Melhores Estradas do Brasil” continua com mais dicas de estradas incríveis e cenários de tirar o fôlego. Você perdeu o post anterior? Confira aqui.


ESTRADA REAL

Onde: Minas Gerais

Como chegar: sai de Ouro Preto rumo ao Rio de Janeiro, passando por Barbacena, Juiz de Fora e Petrópolis.


A Estrada Real é formada por caminhos abertos no século 17 - Foto: Flickr/Ricardo Moraleida

Estrada histórica formada por caminhos abertos no século 17, durante o ciclo da mineração, para escoar a produção de ouro e diamantes de Minas Gerais até Paraty e Rio de Janeiro. Os mais de 1,6 mil quilômetros do roteiro podem ser conhecidos de bicicleta, a pé, a cavalo ou de carro. Uma dica são os 515 quilômetros do chamado Caminho Novo. Eles são os mais novos da Estrada Real. Túneis, chafarizes e fazendas que foram transformadas em confortáveis meios de hospedagem fazem parte da paisagem típica dos séculos 18 e 19. Entre as atrações dessa estrada estão o Parque Estadual do Ibitipoca, em Lima Duarte (MG), e o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, que ocupa parte do território de Petrópolis (RJ). Fãs de ecoturismo e turismo de aventura estarão bem servidos!

 

LINHA VERDE (BA-099)

Onde: Bahia

Como chegar: a viagem começa em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador (BA).

Estrada Linha Verde BA-099 – Foto: Flickr/Agência CNT de Notícias

Estrada Linha Verde BA-099 – Foto: Flickr/Agência CNT de Notícias

É conhecido como Linha Verde um dos trechos da BA-099, rodovia estadual na Bahia que liga Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, às praias do litoral norte, e com fim na divisa da Bahia com Sergipe. O trecho Linha Verde vai de Praia do Forte, em Mata de São João, até Mangue Seco, em Jandaíba, já na fronteira com Sergipe. A outra parte da BA-099, a primeira, é conhecida como Estrada do Coco, e vai do Aeroporto Internacional de Salvador até a Praia do Forte. A estrada de 217 quilômetros foi duplicada há pouco tempo e há cobrança de pedágio, perto da entrada para Camaçari. Pela BA-099 é possível chegar a outros grandes pontos turísticos da região conhecida como Costa dos Coqueiros, como Arembepe, Praia do Forte, Imbassaí, Sítio do Conde e Sauípe.

 

VIA-SERRANA (BR-116)

Onde: Rio Grande do Sul e Santa Catarina

Como chegar: acesso por Porto Alegre (RS).

Via-Serrana é a denominação regional para a BR-116, no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Ela é a principal e maior rodovia do Brasil totalmente pavimentada, começando em Fortaleza (CE) e se estendendo até Jaguarão (RS), já na fronteira com o Uruguai, em um total de 4.385 quilômetros. No Rio Grande do Sul, a Via-Serrana liga importantes cidades do Estado, como a capital Porto Alegre, Nova Petrópolis, Pelotas e Caxias do Sul. O caminho entre a capital gaúcha e Nova Petrópolis é conhecido como Rota Romântica, por ter paisagens bucólicas, com vales e cidades pequenas e lindas, como Morro Reuter e Picada Café. Que tal comemorar aquela data especial com a gata numa viagem dessas?

 

ESTRADA PARQUE – ILHEÚS/ITACARÉ (BA-001)

Onde: Bahia

Como chegar: a viagem começa em Itacaré, a 455 quilômetros de Salvador (BA).

Estrada Parque – Ilheús/Itacaré (BA-001) Foto: Derba/BA

Estrada Parque – Ilheús/Itacaré (BA-001) Foto: Derba/BA

A viagem entre Ilhéus e Itacaré tem apenas 65 quilômetros, mas esbanja belezas naturais. Os mais animados podem aumentar o tempo de viagem, fazendo trilhas em áreas remanescentes de Mata Atlântica nordestina, ou ainda visitar algumas praias desertas e paradisíacas. Concluída em 1998, a estrada foi a primeira do Brasil a ter controle ambiental durante toda as fases da obra. Os ciclistas têm tudo para adorar a Estrada Parque, já que ela oferece dois trechos de ciclovia: um deles, logo na saída de Ilhéus, tem nove quilômetros e termina na entrada para a Lagoa Encantada; o outro trecho tem apenas seis quilômetros, saindo de Itacaré. Passarelas também podem ser vistas ao longo da estrada.

 

TRANSPANTANEIRA (MT-060)

Transpantaneira: viagem é um safári no Pantanal - Foto: Flickr/ Stefanie Schwarz

Transpantaneira: viagem é um safári no Pantanal – Foto: Flickr/ Stefanie Schwarz

Onde: Mato Grosso

Como chegar: por Poconé, a 102 quilômetros de Cuiabá, por via asfaltada.

Uma espécie de safári pantaneiro, esta estrada de 145 quilômetros, liga Poconé a Porto Jofre. Rota recomendada apenas para aventureiros de plantão e que deve ser feita de dia. O que antes era apenas uma estrada de terra atravessando uma planície alagável virou uma boa opção de viagem por terra para quem visita o Mato Grosso, especialmente entre junho e outubro, época da seca, quando os bichos ficam nas áreas alagadas ao lado da pista. Uma característica que faz dessa estrada um passeio ainda mais curioso é o fato de que ela tem 125 pontes de madeira sobre rios e áreas alagáveis, o que a torna a estrada com o maior número de pontes do mundo. Trilhas de aventuras, interligando fazendas, são feitas por lá. Os mais apressadinhos não vão gostar do ritmo da viagem, com limite de velocidade rigoroso de apenas 60km/h.

 

ROTA DO SOL – NATAL/PRAIA DE PIPA (RN-063)

Onde: Rio Grande do Norte

Como chegar: acesso pela zona sul de Natal (RN).

Conhecida também como Rota do Sol, a RN-063 começa na zona sul de Natal, na Praia de Ponta Negra, e passa pelas praias de Cotovelo, Pirangi, Búzios, Tabatinga, Camurupim e Barreta. O nome Rota do Sol é mais do que apropriado, já que a estrada interliga muitas das belas praias do litoral potiguar. Apesar das belezas que se vê no caminho, alguns trechos pedem maior atenção, já que não são tão bem sinalizados e são mais estreitos. Outro problema: animais podem, inesperadamente, cruzar a pista. Quem está indo para Pirangi, no litoral sul do Rio Grande do Norte, tem que fazer uma parada obrigatória para conhecer o maior cajueiro do mundo. Com mais de 100 anos, a árvore ocupa uma área de 8.400 metros quadrados, o que a levou ao Guinness Book (Livro dos Recordes). O famoso cajueiro fica na beira da estrada, a apenas 28 quilômetros de Natal.

 

 

Via: viagens.ig.com.br

 

 

Nação 2 Rodas
E-mail
Nome Completo
Data de Nascimento
Telefone
Seu Estado
Sua Cidade
Empresa
Ocupação

ATENÇÃO! Cuidado com o golpe do boleto bancário falso.