Montar um motoclube pode ser uma atitude bem bacana. Mas é bom ficar esperto para alguns aspectos.

magnetron
magnetron
13 jan 2015
montar-um-motoclube

(Foto: Divulgação)

Muito se fala que os motociclistas são uma classe desunida e perseguida. Pode até ser verdade em alguns aspectos, mas antes de mais nada é preciso que nós, motociclistas, façamos a coisa certa para dar o exemplo. Que tal começar pelo seu próprio motoclube? Veja algumas regras básicas que podem ser úteis para todos.

1) Exija a CNH

Isso é básico, mas de uma importância imensa, além do emplacamento em dia. Se esses documentos não estiverem em dia, podem trazer uma dor de cabeça enorme e estragar o seu passeio ou viagem. Comece por você e dê o exemplo.

2) Se for pilotar, não beba.

Outra regra básica que muita gente esquece quando faz as famosas paradinhas para tomar uma cerveja e depois voltar para a estrada. Não beba e não deixe que bebam. Se alguém reclamar ou não obedecer, cancele o passeio na hora. Deixe para beber depois que a moto estiver estacionada no hotel, ou pousada e se for sair não esqueça: pegue um taxi.

3) Pesquise a história do motociclista.

O fato de uma pessoa ser um irmão de duas rodas não significa que ele seja bom caráter. Há muitos encrenqueiros dissidentes de outros motoclubes. Não avalie apenas pela convivência, mas pesquise o histórico da pessoa para evitar maiores problemas.

4) Cuidado com pilotos inexperientes.

Todo mundo já foi inexperiente um dia. Por isso é importante identificar quem são esses pilotos em entrevista e providenciar seu treinamento. Uma dica é convidar o novo membro para um passeio com dois veteranos. Antes, dê uma boa palestra com muita informação teórica. Depois coloque em prática. Marquem um passeio tipo bate-volta com três membros, sendo o piloto em treinamento, um batedor e um ferrolho. Com o tempo as coisas vão se nivelando e a segurança do grupo melhora ainda mais. Vá devagar e com calma. Você estará fazendo a diferença e sendo gentil. O novato nunca esquecerá a sua ajuda.

5) Não aceite no comboio pilotos e garupas sem equipamento.

Você sabe que isso acontece com muita frequência, na hora da viagem aparecem alguns membros de camiseta, calça jeans, sandália e por aí vai. Não aceite! Defina o equipamento mínimo aceito pelo seu motoclube e leve essa regra a sério. Além de acidentes sérios, você pode evitar também preocupações com multas. Se o membro não aceitar, cancele o passeio, mas nunca leve no grupo alguém que possa oferecer risco desnecessário. Você estará protegendo ele também.

6) Conviver em grupo não é fácil.

Regras são regras. Um líder precisa planejar passeios, organizar saídas e viagens, cronogramas, horários. Se existe um membro no seu grupo que tem dificuldade em seguir tudo isso, a sua missão será alertá-lo e, se ele não mudar, peça para sair ou retire ele do grupo. Simples. Existem pessoas e amigos que são sensacionais, mas não conseguem seguir regras, paciência. Existem ainda aqueles que não respeitam a opinião dos outros, que quando bebem ficam alterados e por aí vai. Fuja disso. É só problema.

 

E por fim:

Seja simpático, divirta-se, faça amigos. Tire fotos com amigos de outros escudos. Interesse-se em saber de onde vêm. Todos temos lindas histórias para contar. Para ser motociclista de motoclube é preciso amar as diferenças e os diferentes, mas entender também de limites e regras, pois são elas que ajudam a nos levarem e a nos trazerem em segurança. Seja feliz em duas rodas. É bem melhor fazer o certo. Comece pelo seu grupo.

 

Via Motonline.

 

Nação 2 Rodas
E-mail
Nome Completo
Data de Nascimento
Telefone
Seu Estado
Sua Cidade
Empresa
Ocupação

ATENÇÃO! Cuidado com o golpe do boleto bancário falso.