Moto Elétrica: dá para confiar? 

magnetron
magnetron
22 fev 2013

Com os recentes avanços da tecnologia no mundo automobilístico, já podemos ter acesso a veículos menos poluentes. Mas já parou pra pensar que as motos também podem fazer parte dessa categoria?

A Kasinski Win Elétrika é um dos modelos que estão sendo testados por especialistas. Baseada na Win 110, motor convencional a combustão, ela conta com uma bateria no lugar do propulsor e um motor elétrico montado na roda traseira.

Um porta-trecos preenche o espaço abaixo do assento ao lado do disjuntor de segurança e de uma tomada para o “reabastecimento” da Elétrika, tudo no lugar do tanque de combustível. Olhando por fora, não se vê diferença nenhuma em relação a um modelo Win normal.

A Elétrika foi projetada exatamente como uma motocicleta convencional, tendo rodas de aro 17, que absorvem as imperfeiçoes do asfalto permitindo trocas de direção com rapidez. A Kasinski tem limite de velocidade máxima até 60 km/h e os freios a tambor funcionam na frente e na traseira sem problemas.

O pequeno propulsor elétrico, de 1kW, gera em torno de 1,4 cavalos de potência, o que parece ser desanimador, mas não é. A ausência de marchas faz com que a tarefa de pilotá-la seja ainda mais fácil.

O principal ruído da Win Elétrika é o vento contra o capacete. Sim! Pois, já que não tem motor, transmissão ou correntes a moto não faz barulho ou vibrações. Não é preciso trocar óleo, lubrificar correntes, regular cabos. Em comum com uma moto normal, apenas as trocas de pneus e das sapatas dos freios.

O ponto negativo da Elétrika é ser 25 kg mais pesada que a Win 110, em que é baseada. São respectivamente 115 kg e 90 kg cada. Com menos força e mais carga para levar, a Win Elétrika sente qualquer alteração no relevo ou adição de peso. A moto se torna lenta na arrancada nessas situações e tem dificuldades para manter a velocidade.

Outro ponto negativo é a duração da carga da Win. Ela leva muito mais tempo para carregar a carga completa, do que para gastar. Num trajeto de 15 km com garupa e alguns aclives, o nível da bateria saiu de meia carga para nenhuma carga.

Se sua rotina inclui trajetos curtos e em terrenos planos, a Win Elétrika é uma opção barata e menos complexa que uma moto normal. Porém, se seu trajeto é longo e com aclives, a eletricidade pode não ser favorável e a mobilidade é de uma tecnologia que ainda não chegou 100%.

Nação 2 Rodas
E-mail
Nome Completo
Data de Nascimento
Telefone
Seu Estado
Sua Cidade
Empresa
Ocupação

ATENÇÃO! Cuidado com o golpe do boleto bancário falso.